O que é doce nunca amargou… Ou o sétimo mês na Eslovénia

E estamos de volta!

Antes de mais, desejo-vos um próspero ano de 2016! Enfim, aquilo que desejo a mim própria e a vocês: que vos presenteie com muita saúde, felicidade e coragem para (chegarem mais perto de) realizar os vossos sonhos; que vos proporcione tudo aquilo de que necessitam, ou, melhor ainda, aquilo que desejam!

A aventura de Serviço Voluntário Europeu terminou no passado dia 15 de Novembro de 2015 – quase que se passaram dois meses, mas esse tempo também foi necessário para digerir as vivências de um ano intenso, e reflectir sobre os passos a dar neste novo ano. Daí a ausência de notas neste blogue, que esteve quase para ser cancelado.

A verdade é que me encontro de regresso à Eslovénia, este país maravilhoso em que me sinto (também) em casa. Apesar de as aventuras agora serem a um nível diferente, não deixam de ter a sua relevância e, para dar de beber à minha sede de escrever, vão continuar a haver novas publicações No blogue de Notas!

Como balanço global da experiência de SVE e em jeito de resumo do sétimo e último mês na Eslovénia enquanto voluntária, escrevi uma carta à AgoraAveiro, associação que me enviou para o programa e que me acompanhou à distância durante todo o processo. Penso que não vale a pena repetir as ideias aqui, por isso, qualquer questão que gostassem que desenvolvesse ou esclarecesse escrevam nos comentários! É sempre um gosto poder partilhar – dar e receber – sobre experiências de voluntariado nacional e internacional!

Anúncios

Escrever uma nota

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s