(Re)Descobrindo a brincar

Uma diferença colossal que tenho vindo a sentir ao longo deste meu quarto de século de vida é a transformação que o conceito de brincar tem vindo a vivenciar. Se antes as brincadeiras eram feitas ao ar livre – com muita roupa e calçado estragados, arranhões e cicatrizes na pele, experiências e histórias para contar – cada vez mais nos dias de hoje elas acontecem sob a protecção de quatro paredes, quanto menos metros quadrados melhor. Houve muitas mudanças na sociedade. Os pais não têm tanto tempo para disponibilizar aos seus filhos, dada a necessidade de passar demasiadas horas a trabalhar entre dois ou três empregos para poder pagar as contas ao fim do mês. Além disso, na busca de melhores oportunidades, muitas foram as famílias que se mudaram para as cidades e deixaram de poder contar com o apoio das suas famílias de origem. A interacção entre avós e netos, a relação entre vizinhos perde cada vez mais valor e importância nas prioridades da vida social. Não há tempo, dizem.

E como é que tudo isto influencia o desenvolvimento da criança? Bom, este não é o lugar para pensar cientificamente o assunto, mas temos de concordar que a mudança tem sido abismal. As brincadeiras na rua, obviamente que tendo em conta condições necessárias de segurança, são uma óptima forma de desenvolver com as crianças competências tão úteis como resiliência, resolução de problemas, criatividade, partilha, trabalho de equipa e capacidade de entreajuda, de uma forma informal e divertida. Foi também com esse intuito que a Terra Vera – Associação para o Desenvolvimento Sustentável, organizou uma semana repleta de actividades ao ar livre para crianças de todas as idades.

Nos dias solarengos de 03 a 07 de Agosto, crianças eslovenas e dos arredores reuniram-se em Kostanjevica na Krki, para explorar as florestas encantadas ao redor da Gruta da aldeia, construir barcos a partir de canas, arranjar madeira da floresta para atear uma fogueira e assar deliciosas massarocas, experimentar os encantos das artes circenses, reciclar os mais improváveis materiais para construir instrumentos e (re)produzir os sons da natureza, dar asas à criatividade com pinturas corporais feitas de barro branco, caminhar por entre os maravilhosos trilhos que levam à beira-rio, e assistir a concertos maravilhosos de canções ancestrais eslovenas. Ver estas crianças a (re)descobrir o brincar, como uma forma de aprendizagem, crescimento e desenvolvimento pessoal, foi algo tremendamente inspirador e acredito que seja nestas alturas que todos queremos fazer renascer no nosso interior a curiosidade genuína e pura que uma criança tão bem sabe utilizar.

Deixo um especial agradecimento à Miryam e ao trio Mateja, Ana e Samo, que transbordaram motivação e ideias ao serem mentores desta semana de actividades, e à ajuda preciosa da Laura. A todas as crianças e suas famílias, muito obrigada pela vossa participação!

10984298_1014969931881278_4413853396702880717_n(foto por Terra Vera)

Anúncios

One thought on “(Re)Descobrindo a brincar

Escrever uma nota

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s