“Eu moro num país tropical”

Estão a ver onde fica a Eslovénia, não estão? Não fica, de todo, situada em nenhum dos trópicos. Também não fica situada na Amazónia. Mas parece.

Vá-se lá saber o que se passa aqui – o tempo é uma coisa que eu nunca vou perceber neste país (a par da língua). Ora faz frio, ora faz calor. Ora faz sol, ora faz chuva. Todas estas variações podem ocorrer – veja-se só -, num mesmo dia! É totalmente imprevisível e inapropriado – quando menos precisamos lá vem uma camada de frio ou uma torrente de calor.

Foi precisamente o que aconteceu hoje. Estava um dia lindo, quente, o céu limpo, o sol a brilhar, uma breve aragem a soprar sobre os cabelos. Tão perfeito, tão perfeito, que eu levei o computador para o jardim, para poder trabalhar fora de casa. Sucede que, aproximadamente uma hora mais tarde, começámos a ouvir trovões bem perto de nós. Olhámos para trás e, a passos largos, uma tempestade cobria de negro o céu outrora limpo e azul. Começou a trovejar e a chover como se a terra estivesse a preparar-se para deixar sair o inferno. E estamos em pleno mês de Junho! Daqui por duas semanas começa oficialmente o Verão! Neste momento, apesar da chuva, continuamos a sentir o calor do ar, mas da última vez que choveu assim, o rio inundou os terrenos à volta e eu tive tanto frio que vesti os meus casacos de inverno e camisolas de lã.

Como diz o outro, «eu não acredito em bruxas, mas que as há, há». Por ocasião da Turkish Night, em Krško, os voluntários SVE da Turquia ofereceram aos presentes um «olho turco», que é considerado um amuleto contra o mau-olhado, muito utilizado na Turquia para, praticamente, tudo. Diz-se, ainda, que, para sortir efeito, o olho turco deve ser oferecido, e não adquirido pelo próprio – até aqui tudo bem, que eu tenho dois, um oferecido num porta-chaves, há muitos anos, por uma das minhas tias, e o outro oferecido pelo M. (Turquia), aquando da noite cultural. E a verdade é uma, seja ela verdadeira ou não – não me interessa, há coincidências felizes: Sempre que eu precisei de um tempo específico, pedi-o, conscientemente, ao amuleto, e a verdade é que o meu desejo se concretizou! São exemplos disso o tempo maravilhoso que tivemos em Bled, aquando do On-arrival training (sendo que nos dias antes, e nos dias depois, choveu imenso), e, no fim-de-semana que passei com o O., o L. e o A. em viagem, todas as tempestades ocorreram enquanto dormíamos ou estávamos protegidos dentro do carro.

11335805_898420280201743_1661001357_n

Com amuleto, ou sem amuleto, a verdade é que não é fácil adaptar-me às repentinas mudanças de tempo e à humidade eslovena. Dizem que o Inverno aqui é mau e, sinceramente, não sei o que esperar deste Verão.

Anúncios

2 thoughts on ““Eu moro num país tropical”

  1. Diz que é o clima que está a mudar! Já que o amuleto não pode ser adquirido pelo próprio para dar sorte, eu ofereço-te um da próxima vez que nos encontrarmos (seja lá quando isso for!), querida Sara!! 😉

Escrever uma nota

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s