Skuta: Dos paladares e da simplicidade das coisas

Ainda dentro do nosso projecto de Serviço Voluntário Europeu, Food for SOULidarity, a Terra Vera tem previstas uma série de actividades relacionadas com comida, produção sustentável de alimentos ou, ainda, formas tradicionais de os preparar, conservar e cozinhar. Nesse sentido, um desses momentos aconteceu nos passados dias 25 e 26 de Maio, em casa da Sr.ª Amalija, que trabalha como contabilista numa fábrica a tempo inteiro e, nos tempos livres, em conjunto com outras pessoas, cuida de uma quinta onde tem cabras, vacas, coelhos, galinhas, etc., para além de algum cultivo de vegetais e leguminosas. Nesta aventura tivemos a preciosa colaboração da T. (Córsega/França), que escolheu este tema para realizar um breve documentário e, ao mesmo tempo, dar-nos mais umas dicas sobre filmagem e edição de vídeo.
 
No primeiro dia, a Sr.ª Amalija levou-nos a conhecer a sua quinta, deu-nos a provar os seus deliciosos petiscos e apresentou-nos as suas cabras (isto dito desta forma… Bem!). Ordenhámos as cabras e guardámos o leite que, depois de arrefecido, é colocado numa panela ao fogão, até levantar fervura, acrescentando-se um copo de vinagre de sidra e apagando-se o lume. Rapidamente o leite começa a coalhar e a transformar-se naquilo que virá a ser o queijo skuta (coalhada), devendo ser deixado a repousar de um dia para o outro (foi por isso que tivemos de voltar no dia seguinte à quinta da Sr.ª Amalija). No final, há apenas que escorrer o líquido e conservar a parte sólida, que está pronta a servir. Como vêm, não há forma mais fácil. É um queijo de sabor agridoce e textura suave e leve, semelhante ao queijo fresco. O líquido que é escorrido do queijo, pode ser conservado para ser bebido posteriormente – “há quem diga, há quem assegure” que faz bem à saúde e ajuda a proteger o estômago e a flora intestinal.
 
Parte da quinta da Sr.ª Amalija, em Kostanjevica na Krki, num dia em que trovejou e choveu imenso.
Durante o segundo dia, para além da presença da T., que fez o registo vídeo de todos os acontecimentos, contámos também com a presença do F. (França) e do T. (Eslovénia). Mais uma vez, fomos presenteados pela Sr.ª Amalija com petiscos de fazer crescer água na boca, e com o produto final do queijo que ajudámos a preparar. Melhor do que isso, a nossa tarefa foi cozinhar um fofo strudel com o queijo skuta. Devo dizer que estava delicioso!
 
Na cozinha da Sr.ª Amalija (à esquerda), enquanto aguardávamos que a magia acontecesse.
 
Esta foi a primeira vez que estivemos com um produtor, neste caso com uma produtora, e que pudemos estar no seu espaço, no meio em que se sentem mais confortáveis, a aprender como fazer. Foi uma experiência muito enriquecedora que ultrapassou completamente as minhas expectativas. Pensava que o processo de produção do queijo skuta fosse bem mais longo e complicado, mas aquilo que encontrámos foi uma forma simples e natural de produzir um alimento tão rico, útil e saboroso. Agradeço bastante à Sr.ª Amalija por nos ter acolhido tão amável e calorosamente no seu mundo, e por ter partilhado connosco os seus segredos e receitas. Prometemos voltar!
ACTUALIZAÇÃO 08/07/2015:
Neste link, a partir do minuto 24:43, podem ver o resultado das filmagens elaboradas pela T. (Córsega, França). Infelizmente está apenas em esloveno, sem tradução para inglês, mas dá para ter uma ideia do que aconteceu.
Anúncios

Escrever uma nota

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s